quarta-feira, 20 de abril de 2011

Mateus 13 - A parábola do semeador

Introdução:
O Capítulo 13 de Mateus tem 7 parábolas sobre o Reino de Deus. São sete aspectos distintos desse Reino:
·         Grão de mostarda: fala do rápido crescimento do reino de Deus a partir de coisas simples.
·         Fermento: fala da influência do evangelho no mundo.
·         Joio e Trigo: a presença constante do joio no trigal de Deus até o dia da consumação.
·         Tesouro escondido e Pérola de grande valor: a preciosidade do evangelho e a disposição do homem de abrir mão de tudo para ter o reino de Deus consigo.
·         Em meio a essas parábolas é que encontramos a do semeador. É nela que vamos nos concentrar hoje.

Lições da Parábola do semeador

1) A semente é o evangelho de Jesus:
·         Evangelho – Anúncio de boas novas. Usado o termo pelos arautos para anunciar que o filho do rei nasceu. Os anjos anunciaram assim a chegada de Jesus. Jesus encarnou, viveu entre nós, morreu, ressuscitou e subiu ao céu de onde um dia vai voltar. Este é o evangelho do Reino. Assim a igreja evangeliza falando de Cristo e da ressurreição.
·         Evangelho é o poder de Deus para o que crê (Rm.1:16). Liberta encarcerados, cura feridos e vivifica os mortos.
·         Evangelho é vitória da vida sobre a morte. Ex. Lázaro
·         Evangelho é o recomeço certo sobre atitudes erradas na vida. Ex. filho pródigo; Saulo, religioso equivocado.
·         Evangelho é a notícia alvissareira de que nossos pecados podem ser perdoados. Ex. a cura do paralítico e o perdão dos pecados; Mq 7:19
·         Evangelho é a garantia da nossa ida para o céu. Ex. Ladrão na cruz (o que foi e o que não foi); João 14: Ele foi preparar lugar, volta para buscar os seus, Só Ele é o caminho.

2) O semeador é o filho do Reino:
        I.            Nosso chamado e missão no mundo: somos um povo com destinação entre os povos.   I Pd.2:9
      II.            Asseverações da grande comissão:
·         “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”
·         “Ide, portanto, e fazei discípulos de todas as nações”
·         “Eis que estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos”
    III.            Exemplos: Cristo, discípulos, Paulo, Simonton

3) Há várias maneiras de se ouvir a Palavra de Deus inutilmente:
·         Com o coração endurecido e indiferente 
·         Com alegria sem raiz que pouco dura diante da necessidade de testemunhar de Cristo
·         Com um coração preocupado em ganhar o mundo inteiro mesmo perdendo a alma (jovem rico e o sermão de Cristo, Paulo em I Tim.6:1-10 – o amor ao dinheiro)
·         Parábola do joio e do trigo: diferenças: origem, fruto, destino
·         Parábola da rede:
- todo tipo de peixe vem na rede, mas o pescador experiente separa o que serve e o que não serve.
- havia grande multidão ao redor de Cristo. Numa multidão tem todo tipo de gente: indiferentes, interesseiros, fogo de palha e os sinceros.

4) Só há uma evidência que prova o ouvinte sincero: ele frutifica a 30, 60 e a 100 por um.
·         É ramo ligado á videira
·         Produz abundantemente
·         Produz com regularidade
·         O fruto do Espírito de Gl. 5:22,23.
- 3 tríades perfeitas no dizer de Stott:
- para com Deus: amor, alegria e paz
- para com o próximo: longanimidade, bondade, benignidade
- para comigo: fidelidade, mansidão e domínio próprio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário